Aprender Como Desenhar Bem

Como qualquer habilidade aprender como desenhar bem é consequência de dedicação e estudo. Você já parou pra pensar que praticamos as coisas que mais gostamos na vida sem nem perceber e acabamos ficando bom naquilo?

Por exemplo, crianças que se divertem praticando algum esporte ou jogando vídeo-game. Com as horas diárias “treinando” acabam por se tonarem mais habilidosos. O mais interessante é que devido a satisfação que as atividades proporcionam, não sentimos que estamos estudando de fato.

A mesma coisa acontece com o desenho, quando realmente gostamos, o tempo que passamos brincando de desenhar acabam por nos tornar desenhistas melhores.

Acontece que em certo momento temos que decidir se será apenas um hobby ou se realmente queremos ser bom naquilo. É ai que a jornada realmente começa e onde devemos canalizar todo esforço e dedicação.

Este artigo fornecerá a você conceitos importantes que devem ser internalizados e praticados em seus estudos.

como desenhar bem
Aprenda aqui como desenhar melhor.

Existem duas maneiras de você abordar a arte de desenhar.

A primeira abordagem é baseada em objetivos. A maioria das escolas são estruturadas dessa maneira. Você caminha através de uma série de lições, faz provas e recebe um diploma certificando que seu aprendizado está completo. Após receber seu diploma você o pendura na parede de casa como um troféu e para a maioria das pessoas fica por isso mesmo.

Com a abordagem baseada em objetivos, a educação é algo que você obtém e acaba.

A segunda abordagem é baseada na prática. Pode ser também chamada de abordagem monástica, pois, diferente da abordagem baseada em objetivos, a aprendizagem se torna um estilo de vida.

Ao contrário do que seria cursar uma universidade e depois de 4 anos deixar de frequenta-la, você está entrando em um mosteiro para a vida – você se compromete e se concentra em seu diário de progressão pessoal e nunca para de desenvolve-lo. Seu foco não é sobre alcançar algo, mas sim, integrar a aprendizagem como um modo de vida.

O progresso real em seus desenhos só começara quando você estiver comprometido com uma prática diária e com você mesmo.

Com isso em mente, esta é minha recomendação de um roteiro simples e efetivo para quem deseja aprender como desenhar bem e evoluir como artista:

  1. Adote uma programação consistente para a prática. Você pode praticar uma vez na semana ou uma hora por dia, independentemente disso, cumpra o que você se propôs a fazer. Escolha uma hora do dia em que você se sente mais energizado e disposto, pratique nesse momento.
  2. Aquecimento: pode ser em qualquer lugar, duração de 5 a 10 minutos. O aquecimento deve envolver a prática de linhas simples e formas básicas de duas e três dimensões. Concentre-se no controle do traço e fluidez.
  3. Estudo: Pratique uma habilidade específica. Os seus estudos devem ser baseados na vida ou trabalho de outro artista. Saia da zona de conforto, se você não está se sentindo nem um pouco frustrado, você não está sendo ousado o suficiente, tente coisas novas, busque melhorar sempre. Duração de 15 a 30 minutos.
  4. Aplicação: aplique a habilidade recém adquirida da sua maneira, estimulando a criatividade e inovação. Essa é a oportunidade de experimentar. Duração de 15 a 30 minutos.

Perceba que esse é um modelo que pode ser usado para aprender como desenhar bem, mas também, em qualquer outra área ou assunto. É preciso ter bem claro que o gerenciamento do tempo é uma prática que será benéfica para qualquer pessoa, ajudando a evitar perda de tempo e a procrastinação.

Treino e dedicação são conceitos unânimes entre os artistas de sucesso, assim como para quem deseja aprender a desenhar do zero.

APRENDENDO COMO DESENHAR BEM

Fase 1: Aquecimento

O aquecimento é a primeira fase da prática.

Esta fase é simples, porém, extremamente importante. Superficialmente é sobre se soltar, estabeleça traços leves, firmes e fluídos. Também representa fator importante no desenvolvimento e ajudará em um contexto geral, inclusive a desenvolver outras habilidades que você deseja.

Portanto, é a primeira coisa que você deve fazer todos os dias.

Aquecer com formas simples melhora a cognição, que por sua vez torna seu traço mais fluído e energético, resultando em um desenho mais eficiente.

Você perceberá que quanto melhor você fica na composição dos traços e formas simples, você passará a internaliza-los e isso refletirá em sua maneira de desenhar – dando a seus desenhos consistência, forma e dimensão.

Por fim, o aquecimento ajudará você a entrar na próxima fase com a mentalidade correta. Você se sentirá mais preparado para pensar em termos de controle de traço e da composição das formas.

Eis o que você deve fazer no aquecimento: linhas retas e elipses.

Mantendo a mão firme, porém relaxada, desenhe linhas retas. Você pode desenhar dois pontos previamente, depois você pode treinar alguns traços imaginários sem tocar o papel com o lápis ligando os dois pontos, então após algumas tentativas, trace a reta de maneira firme e fluída.

Após treinar com o auxílio dos pontos, treine algumas retas sem traçar os pontos. Você pode conferir os traços com uma régua. Parece simples mas é surpreendente, as pessoas tem dificuldades em como desenhar bem retas e formas geométricas.

como desenhar linhas retas
Aprenda a desenhar melhor as retas.

Após ter feito as linha retas, tente algumas elipses a mão livre. Você pode começar com um círculo completo e aos poucos ir “esmagando” em casa elipse subsequente. Você pode imprimir uma elipse no computador e usá-la como referência. Suas elipses devem ser simétricas em ambos os lados, trace uma reta em seu eixo para facilitar a visualização da proporção.

como desenhar elipses
Treine desenhar círculos e elipses.

Pratique a perspectiva a mão livre através de grades de perspectiva. Comece com uma linha reta no horizonte. Marque um ponto de fuga e desenhe linhas retas que irradiam para fora dele.

Formas tridimensionais: Construa formas tridimensionais simples para fora das linhas e elipses. Você pode colocá-los para a grade de perspectiva ou eles podem estar “flutuando” na folha de desenho.

Curvas Complexas: Desenhe vários pontos e conecte-os com curvas livres. Trace linhas curvas através das elipses que você desenhou.

como desenhar bem formas tridimensionais
As formas tridimensionais também são importantes.

AVISO: Seu traço pode não estar perfeito, sem problemas. Anote de maneira geral suas maiores dificuldades e onde você pode melhorar. Na próxima vez, de mais atenção a isto. Não esqueça de tomar notas a cada dia de prática.

Que tal um atalho para turbinar o seu aprendizado como desenhista?

Vamos a próxima fase.

 

FASE 2: ESTUDO

Para aprender como desenhar bem e ser um melhor artista você precisa estabelecer um roteiro e pratica-lo com entusiasmo. O núcleo dessa roteiro é a fase de estudo.

A fase de estudo é um exercício mental. Quando você tira seu corpo da zona de conforto, ele se adapta e se torna mais forte. O mesmo acontece em um treino mental. Quando você tira o cérebro da zona de conforto mental, sua mente irá se adaptar as novas informações e habilidades, logo você se torna mais inteligente. Em suma, você se tornará um desenhista melhor.

Esteja preparado, a experiência será frustrante. Você se sentirá estranho, cansado e incapaz. Tá tudo bem, é isso o que você deve sentir. Esse é o que você sente quando seu cérebro está trabalhando duro para aprende algo novo. Abrace essa sensação e a procure enquanto você estuda.

Para tornar-se mais forte, um atleta precisa de resistência. Ele coloca peso em uma barra, empurra o chão com os pés para saltar ou puxa a água com os braços enquanto nada. Seus músculos, tendões e ossos estão sobrecarregados, então eles crescem mais fortes para se adaptar.

Os centros de desenho do seu cérebro trabalham da mesma forma. Eles precisam de “ferramentas de resistência” para se adaptar e crescer. No caso dos desenhistas essas ferramentas são a vida e obra de outros artistas.

Se eu pudesse dar um conselho ousado para pessoas que buscam como aprender a desenhar seria: estudo da vida e obra de artistas renomados deveria vir antes da imaginação. Por isso, deixaremos a imaginação para a próxima fase. Para a fase de estudo precisamos olhar para fora de nós mesmos.

Vamos aos passos:

Criar uma biblioteca

Inicie uma biblioteca de arte que contenha as coisas que quer fazer. Isso pode ser pinturas, desenhos, desenhos e fotografias. Você pode fazer isso no Pinterest ou manter uma série de pastas em seu computador com os artistas que você gosta.

Qualquer coisa que lhe agrade e inspire é digna de fazer parte desta biblioteca. Reserve algum tempo para apreciar atentamente o que te agrada sobre esses trabalhos e o que você gostaria de incorporar em seu próprio conjunto de habilidades.

Criar sua lista de habilidades

Comece a listar habilidades que você identificou ao olhar sua biblioteca. Uma análise critica de outros artistas também dará algumas ideias para as competências a serem estudadas por você. Mantenha sua lista em uma planilha no Google Drive ou em qualquer lugar que seja conveniente para você. Escreva todas as habilidades que você consegue pensar.

Escolha um foco

Escolha uma habilidade que você gostaria de estudar. Este será o foco da sua prática. Se você está começando, eu recomendo que você escolha uma atividade em que você possa treinar os aspectos mais básicos do desenho. Para artistas mais experientes, habilidades que expandam sua capacidade visual é uma boa pedida. Após decidido o foco, faça dele o único objetivo de cada sessão de estudo.

Escolha um exercício

Aqui estão algumas ideias para você começar. Lembre-se que você está trabalhando em uma habilidade, por isso, basta escolher um desses treinos, por enquanto.

Construção inversa: escolha uma peça de arte que você gosta. Desenhe simples formas dimensionais sobre a parte superior dos objetos da imagem (ver na fase de aquecimento as formas que podem ser usadas). Você pode usar o Photoshop para fazer isso ou imprimir a imagem e usar papel vegetal por cima dela para traçar as formas.

Desenhe novamente a imagem em uma folha de papel separada, sem rastreamento. Compare os dois. Olhe para os tipos de formas usadas. Como elas se comparam em suas dimensões? Onde estão as formas mais complexas?

Estudo de composição: escolha uma série de imagens que você gosta de um único artista. Pode ser uma revista em quadrinho, ou fotografias de um filme. Com um marcador grande, esboce o layout das imagens tão simples quanto possível.

Use grandes traços largos – nenhum detalhe. Basta identificar as principais áreas de foco e fluxo de imagem. O que o artista faz é novo pra você? Identifique as relações entre imagens. Quais são as generalizações que você pode fazer sobre como o artista compõe o desenho?

Anatomia: escolha uma área da anatomia humana. Encontre um desenho técnico dessa área. Faça uma cópia do desenho e rotule os nomes dos músculos e dos principais ossos.

aprenda a desenhar anatomia
Aprender a desenhar anatomia é fundamental.

Tome nota!

O ponto de estudar a vida e a obra de outros artistas é entender regras gerais que compõe um trabalho de desenho. Tome notas durante o seu estudo. Reflita sobre porque as coisas são como são. Anotar te ajudará a se desenvolver e a desenhar bem.

FASE 3: APLICAÇÃO

Você tem se esforçado até agora e essa deve ser a parte mais agradável da prática, embora você ainda deva aborda-la com foco e objetivo.

A aplicação é onde nós aprendemos a desenhar usando a imaginação. Como disse antes, a imaginação é um dos componentes essenciais da arte, mas ao invés de ser um terceiro segmento independente que compõe um bom desenhista, a qualidade da sua imaginação estará diretamente relacionada ao seu compromisso em estudar a vida e obra de outros artistas.

Lembra as anotações que você fez na fase anterior? Você irá pega-las e mistura-las, criando o seu próprio estilo. Acima de tudo a fase de aplicação é sobre:

Reprodução: A razão que você começou a desenhar provavelmente tinha algo a ver com se divertir, a fase de aplicação deve ser um lembrete disso. Mas ao invés de esboçar desenhos aleatórios, sem nenhuma estrutura, o desenho deve apresentar todos os elementos aprendidos e que compõe um desenho de qualidade.

Use o que você aprendeu na fase anterior, porém, aplique do seu próprio jeito. Misture com outros exercícios e extrapole os limites que você acha ser possível.

aprender a desenha bem

Divirta-se durante essa fase, mas também encare isso como um teste.

Esta é a sua oportunidade de solidificar seus aprendizados. Você pode pegar uma imagem semelhante a essa abaixo e testar seus novos conhecimentos sobre anatomia riscando os principais músculos e ossos. Você também pode desenhar seu próprio personagem e destacar a anatomia dele. Uma vez que você comece a modelar seus personagens e a brincar com a proporção, acaba se tornando fácil.

como desenhar bem anatomia

Por fim, torne isso relevante. Uma abordagem interessante para quem já trabalha com desenho é projetar as sessões de estudo com base no trabalho do dia que deve ser realizado.

Dessa forma, é possível aplicar o aprendizado durante o dia todo e ajudar a desenvolver um trabalho melhor.

Apesar da fase de aplicação não ser tão estruturada como as anteriores, ainda conta com algumas linha de orientação. Para recapitular:

  • Reprodução
  • Desafie-se
  • Torne relevante

Espero que tenha ficado claro que ser um bom desenhista não tem nada a ver com dom, e sim com treino e dedicação. Está ao alcance de qualquer pessoa que esteja disposta e deseje de verdade.

Agora, você possui os blocos estruturados sobre como desenhar bem, vá fazer algo incrível!